Eucaliptos apontados como uma das causas de seca em aldeias de Beja

Para além da falta de chuva, os vastos números de hectares de plantações de eucaliptos são apontadas como umas das principais causas para a seca.

Três aldeias no distrito de Beja estão a ser abastecidas por auto-tanques por não haver água há mais de 6 meses. As aldeias Relíquias, Luzianes-Gare e Nave Redonda, onde moram cerca de 500 pessoas já estão habituadas à escassez água no Verão.

Segundo os moradores, uma noite de chuva foi muito pouco para ressuscitar as nascentes de água.

“O maior problema é não chover, mas se não houvesse tantos eucaliptos tínhamos aqui mais água” referiu um dos moradores da aldeia.

Os moradores disseram que no verão, a ribeira sempre secou, mas que no outono e no inverno não faltava água, como se recordam nos seus tempos de juventude.

“Os eucaliptos tomaram conta disto aqui no Alentejo. Tinha 35 hectares de eucaliptos, num terreno onde tinha dois tanques de água. Agora com os eucaliptos secaram” disse uma moradora.

Um comentário em “Eucaliptos apontados como uma das causas de seca em aldeias de Beja”

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *