Ignorar o pequeno almoço aumenta risco de arteriosclerose, saiba os alimentos que deve consumir

De acordo com um estudo recente no publicado no Jornal do American College of Cardiology, aqueles que ignoram o pequeno almoço, correm mais riscos de ficarem com arteriosclerose

  • Frutas sugeridas: Banana, Abacate
  • Bebidas sugeridas: Batidos naturais (com água)

Pequenos almoços influenciam a ‘saúde’ das artérias do nosso coração

  • De acordo com um estudo recente no publicado no Jornal do American College of Cardiology, aqueles que ignoram o pequeno almoço, correm mais riscos de ficarem com arteriosclerose.
  • Pessoas que não têm um pequeno almoço equilibrado correm um maior risco de endurecimento nas artérias, em comparação àqueles que comem uma refeição saudável pela manhã. Este endurecimento das artérias afeta o coração.

Baixa ingestão de potássio pode levar a problemas no coração

Um estudo concluiu que a baixa ingestão de potássio pode levar ao endurecimento das artérias. O pequeno-almoço é a refeição mais importante do dia pois fornece cerca de um terço dos nutrientes e calorias necessárias para um dia, nomeadamente o potássio que irá contribuir para a saúde do seu coração.

Pequeno almoço é uma refeição insubstituível

A recomendação diária de ingestão de potássio é de 4.700 mg por dia. Isso é facilmente alcançado se as frutas estiverem presentes na sua dieta assim como verduras, legumes e lacticínios.  Isto é difícil de conseguir quando se  opta por uma alimentação rica em alimentos processados e  ignorando refeições como o pequeno-almoço.

O que constitui um pequeno almoço saudável? Iremos sugerir alguns alimentos com uma dieta rica em potássio:

  • Batata doce.
  • Ovos.
  • Iogurte grego com frutas e nozes.
  • Batidos. (banana, abacate)
  • Misturar batidos com água de coco para um melhor suplemento de potássio.
  • Ovos com espinafre, brócolos e cebola.
  • Salmão fumado com torradas e fruta para acompanhar. (melão por exemplo)

Apenas lembre-se, começando a manhã com alimentos saudáveis, que imediatamente antecede o dia, esta refeição aumenta a qualidade das necessidades nutricionais do nosso organismo. Então coma alguma coisa, mesmo que seja pequena. O seu coração vai agradecer.

Trabalhar em turnos da noite pode afetar a saúde saiba o que deve fazer

Milhares de pessoas em Portugal trabalham em turnos da noite, e pouco se sabe das consequências que estes trabalhos podem trazer para a saúde. Saiba o que pode fazer para evitar estes riscos.

Milhares de pessoas em Portugal trabalham em turnos da noite, e pouco se sabe das consequências que estes trabalhos podem trazer para a saúde. Depois de serem analisadas algumas investigações feitas nos Estados Unidos e publicadas em vários sites, pode-se concluir que estes trabalhos podem trazer riscos sérios para a saúde física e saúde mental.

Investigadores conseguiram relacionar largos turnos da noite com o aumento de risco de acidentes cardiovasculares como ataques cardíacos e outros problemas cardíacos assim como diabetes. Pessoas com turnos de 16 horas correm o risco de terem o colesterol aumentado, e de terem obesidade, problemas gastrointestinais, problemas de fertilidade, e insónia, o dobro do que os que trabalham em turnos normais de dia. Em 2007, a Organização Mundial de Saúde disse que os turnos da noite são provavelmente uma causa de cancro.

Alguns especialistas descobriram que trabalhar à noite aumenta a frequência problemas de comportamentos e sintomas de depressão. Estes trabalhadores correm maior risco de isolamento social pois os seus trabalhos cortam significativamente a relação e a interação com os amigos e família. Um estudo recente mostrou que os cérebros dos trabalhadores que fizeram 10 anos de turnos da noite têm uma velhice cerebral acrescida por 1 a 2 anos. O que fazer para evitar estes riscos?

1. Fazer exercício e ter uma dieta equilibrada

Uma dieta equilibrada é um segredo simples para ter uma vida mais saudável, e evitar muitos problemas, como diabetes, obesidade e cancro. Trabalhar no turno da noite pode gerar um fator extra de cansaço, e possuir uma alimentação saudável é ainda mais recomendado nestes casos.

2. Dormir adequadamente 

Normalmente fica difícil dormir com luz no quarto, e muito provavelmente a pessoa pode nem lhe apetecer dormir com a luz do dia, no entanto é recomendado eliminar as fontes de luz para poder ter um sono favorável e melhorar a qualidade do seu sono.

3. Monitorizar a sua saúde

Deverá fazer uma monitorização da sua saúde das horas dormidas, e da sua alimentação, para que esta não seja afetada pelo mínimo fator possível. Hoje em dia existem até aplicações de smartphones que ajudam a fazer esta monitorização. Em alguns casos nada é melhor do que consultar um médico.

“Uma maçã por dia, mantém o médico longe.” Saiba porquê.

Está comprovado que comer pelo menos uma maçã por dia, tem benefícios para a nossa saúde. Apresentamos 5 benefícios que são trazidos quando se ingere uma maçã por dia.

Está comprovado que comer uma maçã diariamente, tem benefícios para a nossa saúde. Apresentamos 5 benefícios que são trazidos quando se ingere uma maçã por dia.

  • Previne as cáries. Este é sem dúvida um dos benefícios mais conhecidos deste maravilhoso alimento. Pois as suas propriedades eliminam todas as bactérias, provenientes dos dentes e das gengivas.
  • Reduz a vontade de comer doces. A fibra existente na maçã, dá uma sensação de saciedade por mais tempo, eliminando a vontade de consumir açúcares.
  • Regula o trânsito intestinal. Ao atuar na mucosa do sistema digestivo, alivia em casos de azia
  • Ajuda a emagrecer, previne constipações e problemas respiratórios, o envelhecimento precoce e o cancro.
  • Diminui o risco de diabetes e de colesterol. A fibra contida na casca da maçã, bloqueia a absorção do colesterol pelo nosso corpo, dando uso ao mesmo em vez de armazená-lo.
  • Melhora as funções cerebrais. Melhorando a nossa memória e prevenindo o Alzheimer, graças às vitaminas B e C  e ácido fosfórico.

Agora que já sabe dos poderes mágicos desta fruta, não se esqueça de dar uma trinca todos os dias, para o bem da sua saúde.

 

 

Conheça os beneficíos do mel para a sua pele

Desde os tempos primordiais que as propriedades do mel e os seus efeitos positivos para a nossa saúde são inquestionáveis mas não só. Saiba quais são os benefícios para a sua pele.

O mel é um ingrediente, que é produzido pelas abelhas, a partir do  néctar recolhidos de flores e processado pelas enzimas digestivas  desses mesmos insectos. O mel geralmente tem um aspecto viscoso.

Este é um ótimo ingrediente para fazer uma terapia caseira à sua pele. Alguns dos seus efeitos terapêuticos são:
  • Combater a desidratação. Com uma máscara facial o mel, deixa a pele bastante hidratada e nutrida e remove manchas na pele e vermelhidão.
  • Se sofre de acne, o mel é um otimo anti-bacteriano, reduzindo as impurezas que possam aparecer na pele e evita o aparecimento de bactérias.
  • Promove a elasticidade da pele, bem como o seu envelhecimento, por ser antioxidante.

Não perca tempo e aproveite os benefícios deste ingrediente natural, que para além de cuidar da nossa beleza, pode ser muito saudável não só para o interior do nosso organismo mas também para a nossa pele.

 

Conheça 30 alimentos que previnem muitas doenças

Conheça 20 alimentos naturais com propriedades anti-fúngicas e anti-bacterianas, e que reforçam o sistema imunológico.

1) ALHO

 

Doenças que previnem: Ulceras no estômago (H. pylori) e diarreias (Campylobacter).

Atuação: contém alicina, que é responsável por seu aroma. Estudos da Universidade do Estado de Washington, nos Estados Unidos, mostraram que um derivado da alicina rompe a película protetora da bactéria Campylobacter e muda sua estrutura enzimática até excluí-la. A Campylobacter é conhecida por contaminar alimentos e provocar sintomas de diarreia. “É um indicativo de que o alho pode ser utilizado como antibacteriano natural, além de proteger a comida”, diz Xiaonan Lu, microbiologista e autor da pesquisa. A alicina ainda atua sobre o RNA da H. pylori, causadora de úlceras e do câncer de estômago.

Uso: Temperos

 

2) EQUINÁCEA

É um antibiótico natural, a equinácea ajuda a combater bactérias, vírus, fungos e outros micróbios nocivos. A equinácea estimula de multiplas formas o sistema imunológico e este torna-se mais eficaz em neutralizar contaminações. Além disso, estimula a produção celular de uma substância denominada interferon (um antiviral natural).

 

3) GENGIBRE

O gengibre atua como um desinfetante do organismo, impedindo que os germes se desenvolvam. Pode ser consumido fresco, como um alimento em si, ou sob a forma de especiarias e condimentos, depois de ser secado e reduzido em pó. Antigamente, o gengibre era utilizado na produção de xaropes para curar dores de garganta. E possui uma ação anti-séptica. Por ser um alimento termogênico não deve ser ingerido por quem tem uma pressão alta.

 

4) ORÉGÃO 

O orégão é um tempero conhecido no mundo inteiro. Mas além do sabor e do aroma marcantes, essa erva também é muito benéfica para a saúde. Ele é rico em substância bactericidas e, por isso, previne uma série de doenças. O orégão também contém anti-oxidantes, que reforçam o sistema imunológico a combater radicais livres no sistema. Basta adicionar as folhas cruas ou secas nas suas receitas para aproveitar esses benefícios.

Estimula também as funções gástricas e biliares, e funciona como sedativo, diurético e expectorante. Folhas frescas amassadas podem ser usadas em compressas para aliviar inflamações. Também é carminativo, emenagogo e diaforético. Bom para as dores reumáticas, parasiticida, e tem uma acção estimulante para o sistema nervoso. O chá morno pode ser usado em bochechos para aliviar dores de dentes, inflamação de gengivas e mucosas. Infusão é recomendada para as dores de cabeça nervosas e a irritabilidade.

5) AZEITONA

Fornecerem potentes anti-oxidantes, como a vitamina E e os compostos fenólicos. Estas moléculas neutralizam os radicais livres, altamente instáveis e oxidantes nocivos, protegem as células do nosso corpo de oxidações nocivas. A a vitamina C (antioxidante) do sumo de limão consegue evitar que fique castanha (por oxidação) uma maçã descascada deixada ao ar.

 

6) SEMENTES DE UVA

As sementes de uva são utilizadas para tratamentos de problemas relacionados com o coração e vasos sanguíneos, como arteriosclerose, pressão alta, colesterol alto, e má circulação. Outras razões para se usar as sementes de uva: complicações relacionadas a diabetes (como danos aos nervos e olhos), problemas de visão (como degeneração macular), e inchaço após lesão ou cirurgia. O extrato de sementes de uva também é usado para prevenção de cancros e cura de feridas.

7) CEBOLA

Doenças que previnem: intoxicação alimentar provocada por Listeria monocytogenes, Escherichia coli e Staphylococcus aureus.

Atuação: uma pesquisa in vitro realizada pela Universidade de Barcelona, em Espanha, mostrou que extratos de cebola podem inibir o crescimento de uma grande variedade de bactérias que provocam intoxicação alimentar. Isto graças a duas propriedades antioxidantes conhecidas como quercetina (encontrada em maior quantidade na cebola roxa) e campferol.

Uso: utilize a cebola para temperar carnes, vegetais e como ingrediente de maioneses, que são vulneráveis à contaminação por bactéria.

Quantidade sugerida: 1 cebola média por dia.

 

8) MEL

Doenças que previnem: intoxicação alimentar (Staphylococcus aureus) e úlcera gástrica (H. pylori).

Atuação: contém uma enzima que produz peróxido de hidrogénio, de conhecida ação antisséptica. Pesquisadores da Universidade de Waikato, na Nova Zelândia, comprovaram que o mel destrói estirpes da bactéria Staphylococcus aureus. A ação é semelhante à descoberta feita pela Universidade King Saud, da Arábia Saudita, contra a H. pylori.

Uso: como adoçante de sumos, cafés, iogurtes e sobremesas. Também pode ser utilizado para conservar frutas em compotas.

 

9) INHAME

Fortalece o sistema imunológico e ajuda a ganhar massa muscular. Pode ser preparado como purê, sopa, frito ou cozido. A sopa é ótima para combater gripes leves (ou resfriado), bronquite e pneumonia. É feita com inhame cozido e duas colheres de sopa de alho cru moído por cima.

Deve ser temperada com pasta de soja (missô) e tomada quente, uma vez por dia. Uma porção da mesma sopa, bem grossa, pode ser colocada entre duas gazes e aplicada sobre os pulmões, para ajudar na recuperação de bronquite e pneumonia.

 

10) LIMÃO

Doenças que previnem: gastroenterite (Salmonella typhimurium).

Atuação: pesquisa da Universidade Shivaji, da Índia, publicada na British Journal of Pharmacology and Toxicology, mostrou que os flavonoides da casca do limão possuem ação bactericida contra Salmonella. O alimento ainda contém outros antioxidantes, como eriodicitol, hesoeretina e d- limoneno.

Uso: limpe e rale a casca. Use-a em sumos, doces e saladas.

 

11) CANELA

Uma espécie que não deve ser considerada apenas como ingrediente para dar sabor aos doces e sim, como um tesouro de propriedades benéficas úteis para a nossa saúde. Alivia a dor menstrual, é um bactericida natural, reduz a dor causada pela artrite, ajuda a regular o nível de açúcar no sangue e é um remédio natural contra resfriados (ou gripes leves) e dores de garganta.

 

12) ROMÃ

Doenças que previnem: cáries (Streptococcus mutans) e intoxicação alimentar (B. cereus)

Atuação: não se sabe ao certo a razão, mas uma pesquisa da Universidade Pace, nos Estados Unidos, mostrou que o sumo da romã diminui consideravelmente os micro-organismos que vivem na boca.

Consumir suco de romã ajuda-nos a reduzir os níveis de mau colesterol (LDL). Além disso, os antioxidantes presentes nesse sumo podem evitar a formação de placas nas paredes de veias e artérias.

Uso: fruta in natura ou como sumo

 

13) AGRIÃO

Além de ser uma boa fonte de ferro e iodo, evita a invasão das bactérias. Deve ser consumido cru, em saladas. O chá de agrião é bom para quem está com resfriado (ou leves gripes).

 

14) ÓLEO DE COCO

Doenças que previnem: candidíase (Candida albicans) e cáries (Streptococcus mutans).

Atuação: ao ser digerido, o óleo de coco inibe a proliferação de bactérias que vivem na boca. Quem descobriu o feito foi o Instituto de Tecnologia de Athlone, na Irlanda. A causa provável é que metade do óleo de coco é ácido láurico, precursor da monolaurina. Essa substância possui ação contra bactérias, vírus e protozoários.

Uso: como substituto do óleo de soja ou canola. Ele ainda pode ser misturado em vitaminas, usado para temperar saladas ou na receita de bolos e doces.

 

15) TAMARINDO

Doenças que previnem: enfermidades urinárias (Escherichia coli) e intoxicação alimentar (Staphylococus aureus).

Atuação: um estudo de 2006 publicado na revista científica Phytomedicine comprovou o potencial bactericida do tamarindo. Seu mecanismo de ação não está esclarecido, mas acredita-se que a razão do sucesso seja o ácido tartárico, também responsável por sua ação laxativa.

Uso: in natura ou como suco. Quantidade sugerida: até 3 copos por dia (lembrando que a fruta é laxativa).

Este fruto costuma estar à venda em lojas de produtos indianos, em Lisboa existem muitas delas. Uma delas pode ser encontrada junto ao metro do Martim-Moniz na grande Lisboa.

 

16) EUCALIPTO

Doenças que previnem: infecções respiratórias.

Atuação: seus óleos essenciais impendem a adesão de micro-organismos nas mucosas do nariz e garganta, estimulando sua eliminação pelo corpo. É indicado principalmente para pessoas que ficam gripadas com facilidade.

Uso: como chá quente ou gelado. Cada 1 colher (chá) da planta rende 1 xícara. A planta pode ser batida ainda com suco de frutas ou consumida como xarope, a partir de uma calda de açúcar.

 

17) ALGAS

Ricas em sais minerais, clorofila e iodo. Ajudam o organismo a combater infecções. A mais popular é a kombu (vendida em casas de produtos naturais), que pode ser frita ou usada em sopas.

A spirulina (à venda em cápsulas) atua como um desinfetante natural do organismo, matando germes.

A ágar-ágar (gelatina natural) desintoxica e fortalece unhas e cabelos e pode ser misturada com frutas.

18) PRÓPOLIS

A própolis é um antibiótico natural isento de efeitos secundários.

As propriedades terapêuticas da Própolis foram descobertas em tempos remotos. Já os antigos egípcios utilizavam esta substância para cuidar do aparelho respiratório, de estados gripais, infecções de pele, cicatrização de feridas e outras infecções variadas.

A própolis pode ser usada tanto na prevenção como no tratamento da gripe, asmas, bronquites e consipações. O seu uso já é consagrado no tratamento de sinusites, amidalites e renites.

Não pode ser ingerido por muito tempo seguido porque acaba agindo, também, contra as bactérias que são importantes para o bom funcionamento do organismo.

Ver informação no Wikipédia

Anti-fúngicos naturais

Os anti-fúngicos são utilizados contra pé de atleta, erupções cutâneas e outras infecções fúngicas.
19. Curcuma (Ler mais sobre benefícios da Curcuma)

20. Vinagre de Maçã (Ler mais sobre benefícios do Vinagre de maçã)

Dos já falados:

  • Raíz de echinacea
  • Gengibre 
  • Mel

Andar a pé economiza a sua carteira e a sua saúde ganha com isso

A ideia parece simples, até demais, mas andar a pé para além de contribuir para a atmosfera do planeta, contribui para sua saúde e da sua carteira.

Andar a pé contribui para o Planeta

Os automóveis são uma contribuição grande para os excessivos níveis de dióxido de carbono na atmosfera. Queimar combustível, emite também bastantes poluentes para a atmosfera que estão em qualquer ar que se respire. Se começar a cortar algumas das viagens de carro, irá com certeza fazer diferença no nosso planeta, e a diferença será contagiosa caso encoraje outras pessoas a fazerem o mesmo.

Andar a pé economiza a sua carteira

Isto é um facto claro e aparente. Se usar o seu carro cada vez que precisa de se movimentar, irá gastar dinheiro em combustível. Andar a pé pode ser prático especialmente quando as distâncias são curtas ou quando existe um acesso fácil a transportes. Andar de carro implica um risco possível de haver um envolvimento em algum acidente. Se você andar a pé, perto de lojas, é menos provável que se exceda a comprar artigos, visto que só tem as duas mãos para os transportar. Se cortar a utilização do carro, irá poupar dinheiro e pode beneficiar a sua vida com coisas mais importantes.

Andar a pé contribui para a sua Saúde

Se andar para algum local, é garantido que irá gastar uma quantidade de calorias. Estará a por a funcionar o seu coração e os seus pulmões, mantendo-os numa melhor condição para a saúde. Se cortar nas idas de carro para algum lugar estará a melhorar o seu corpo físico “fitness”, e provavelmente fará de você uma pessoa mais feliz.

 

 

Conheça os 5 melhores antibióticos naturais

Conheça 5 antibióticos naturais que a humanidade os usa há muito tempo e passam despercebidos na era moderna.

1. Mel Natural

Quando o mel é natural, é cheio de aminoácidos, vitaminas B, minerais, enzimas, antioxidantes e compostos antimicrobianos. O mel natural também contém pólen de abelha e própolis, que contribuem para as suas propriedades altamente imunes impulsionadoras, cicatrizantes e antibiótica.

O mel natural tem uma linha bastante impressionante de usos. Tem sido demonstrado que é tão eficaz como medicamentos contra a tosse em reduzir a tosse em crianças, incluindo a tosse noturna que melhorou o seu sono, que acelera a cicatrização em úlceras mais rápido do que os pensos padrão.

É utilizado como profilático para pacientes submetidos à cirurgia de cataratas, foi mais eficaz na redução das complicações pós- operatórias do que as fluoroquinolonas de rotina, que estão a torna-se menos eficazes devido à resistência aos antibióticos. Como analgésico, o mel superou o acetaminofeno após a remoção das amígdalas e levou a um retorno da dieta regular e um melhor sono significativamente mais rápido.

O mel cru também é eficaz contra o MRSA (methicillin-resistant Staphylococcus aureus) por meio do peróxido de hidrogénio natural que se encontra nele. Evidências sugerem que o mel Manuka da Nova Zelândia tem o maior teor de metilglioxal, um composto ativo no mel que exerce um forte efeito antimicrobiano contra MRSA.

Enquanto este composto é o mais elevado no mel Manuka, a abundância de pesquisa mostra que o mel, em geral, exerce fortes efeitos antimicrobianos como referido acima. O mel é consideravelmente impressionante e se você está procurando especificamente a ajuda na cura da MRSA, vá para Manuka.

2. Óleo de orégãos

O óleo desta especiaria culinária comum pode ser aquilo que precisa durante a temporada de gripe e frio. Devido à sua atividade contra o norovírus, o “inseto do estômago do inverno”, o óleo de orégãos pode ser um desinfetante útil em torno da casa, na escola, creche, e trabalho. O óleo de orégãos também mostrou ser eficaz para se livrar dos inúmeros parasitas no trato digestivo humano ao ingerir 600mg por 6 semanas.

Para a estação do frio e da gripe, você pode considerar consumir 1 cápsula de 500mg diariamente e para a prevenção e para circunstâncias agudas tomar 3 cápsulas de 500mg diáriamente em doses divididas. Você também pode considerar 1-2 gotas de óleo de orégãos diluídas numa colher de chá de óleo/azeite, aplicada topicamente a problemas fúngicos, como pé de atleta ou micose. Algumas gotas adicionadas ao vapor podem ajudar a reduzir o congestionamento e infecção sinusal.

3. Óleo de Coco

O óleo de coco tem ganhado tanto interesse ultimamente, e quando se trata de agir como um antibiótico natural, é apenas mais uma razão para amar este óleo. Em cima de todas as gorduras saudáveis (triglicérides de cadeia média) no óleo, também é antimicrobiana contra bactérias, vírus e fungos. Estes efeitos devem-se principalmente aos vários ácidos graxos, incluindo ácido láurico, ácido cáprico e ácido caprílico.

O óleo de coco é ótimo para tratar todos os tipos de infecções de pele. O óleo de coco é eficaz contra dermatite atópica (eczema), uma condição que muitas vezes leva ao uso excessivo de antibióticos tópicos como cremes para prevenir infecções. Uma vez que Staphylococcus aureus é uma das bactérias mais comuns que vivem na pele, usar o óleo de côco é fundamental para que não se crie ainda mais resistência ao antibiótico! Reduzir o eczema iria reduzir o uso desses antibióticos, para não mencionar o alívio sentido a partir da redução do eczema em si.

4. Alho

O alho é um antimicrobiano de espectro completo com inúmeros benefícios como um antibiótico natural. Topicamente, o óleo de alho pode ser usado contra infecções fúngicas. Um estudo de 90 dias de extrato de alho envelhecido (AGE) mostrou que embora a ocorrência de febres e gripes não diferisse entre o placebo e o AGE, o número de sintomas sentidos, bem como o número de dias que os participantes se sentiram piores foi significativamente reduzido no grupo de tratamento . Também reduziu o número de dias de trabalho ou escola perdidos. É melhor cortar alho cerca de 10-15 minutos antes de o usar. Acredita-se que o oxigênio no ar vai começar o processo de ativação da alicina, um dos constituintes ativos. Em seguida, adicione o alho nos últimos 5 minutos de cozimento para preservar os constituintes ativos, que são sensíveis ao calor.

5. Echinacea (E. Purpurea e E. Angustifolia)

Esta é uma erva excelente para ter à mão para os estágios iniciais de resfriado e gripe. Tradicionalmente usado para neutralizar

veneno de mordidas de cobra, Echinacea é antibacteriano, antiviral e anti-séptico. Os polissacarídeos na Echinacea parecem ativar a resposta imune inespecífica, que fornece um “impulso” imunológico e um efeito anti-inflamatório no corpo.

Não é recomendado tomar Echinacea para a prevenção do frio e da gripe. É melhor utilizar para tratar os sintomas associados a uma infecção respiratória superior, assim que tenha uma.

10 razões que a água pode mudar a sua vida

A saúde está dependente do consumo de água, neste artigo apresentamos 10 razões que reforçam a sua importância.

Descarta-se a “água da torneira” pois esta é carregada em aditivos químicos, e pode contrariar os efeitos desejados da água em alguns casos neste artigo.

1. Emagrecer e melhorar desempenho do exercício físico com a ajuda de água

Aqueles que bebem água emagrecem mais rapidamente do que aqueles que querem emagrecer e bebem menos água do que os anteriormente descritos. Caso haja alguma fadiga ou apetite, beber água poderá ser aquilo que o corpo está a pedir, e poderá anular a necessidade de ingerir algum alimento rico em nutrientes.

No caso daqueles que querem melhorar o seu desempenho no exercício físico, deverão ter em conta os seus períodos em que suam para determinar um modo de compensar estas perdas importantes de fluídos, com hidratação via água. Isto é importante pois a água é um fator de sucesso importante para que o atleta, jogador ou desportista, que lida com estes períodos de suor, para poder compensar as perdas significativas de fluídos vitais.

2. Protege de alguns tipos de cancros

Estudos mostraram que quanto mais líquidos ingere, mais baixa é a incidência de cancros na vesícula biliar ou na bexiga, com resultados mais significativos quando estes líquidos são água. Uma das possíveis razões é o facto de urinar mais frequentemente previne o crescimento e desenvolvimento de cancros na bexiga e na vesícula biliar, vitais no ser humano. Estar hidratado também previne o risco de cancro do pulmão.

3. Melhora o seu humor 

Ingerir água faz-nos sentir refrescados e faculta-nos um estado mental positivo, em relação aqueles que pouco se hidratam, de certo não estarão tão bem-dispostos quanto os que ingerem água.

4. Beber água poderá preveni-lo de enxaquecas naturalmente

Sair para a sua rotina sem água por períodos largos de tempo, causa enxaquecas a muita gente, e esta foi identificada por cientistas como a causa-chave. Os participantes num estudo, referiram a experiência de “alívio total” das dores de cabeça (designadamente como enxaquecas) depois de beberem aproximadamente dois copos de água em quantidade. É uma boa técnica para prevenir enxaquecas estando hidratado durante o dia, adianta Geagan. O mesmo Dr. recomenda a ingestão de dois copos de água para o alívio das enxaquecas (ou dores de cabeça) em duas horas.

5. Faz com que os nossos rins funcionem

Os rins removem residuos indesejáveis pelos nossos corpos, ajudam a controlar a pressão sanguínea, para balançar os fluidos, sendo cruciais para manter o nosso sistema a funcionar duma maneira suave e natural. A maneira mais óbvia e natural de manter este funcionamento é uma ingestão adequada de água. Sendo assim, beba água para manter os seus rins a funcionar corretamente.

6. Protege as cartilagens e articulações

A água mantém a cartilagem junta das articulações hidratadas e flexíveis, certifique-se que as suas cartilagens continuem lubrificadas. A água também protege a nossa medula espinal assim como os tecidos, mantendo-nos com vida de dentro para fora. Geagen explica também que a cartilagem, um material (idêntico à borracha) que cobre os nossos ossos, é constituído por  85% de água. Para manter estes elementos protetores do seu corpo a funcionar, ingira água e mantenha-se hidratado.

7. Dá-nos energia

Da próxima vez que se sentir exausto, beba um par de copos de água. Sentir-se cansado ou exausto é um dos grandes sinais de desidratação, e colocar de volta o importante H2O poderá faze-lo ultrapassar o cansaço e o sono.

8. Ajuda-nos a pensar claramente

A desidratação causa a contração do tecido cerebral. Assim, quando nós não bebemos água suficiente, o nosso cérebro tem que trabalhar duma maneira mais dura para chegar ao mesmo nível. Houve ainda um estudo que adiantou que estudantes que trouxeram água para os seus exames estiveram melhor nos exames.

9. Tomar um banho de água quente faz a pessoa sentir-se menos solitária.

Investigadores concluíram que quando as pessoas estão mais sozinhas e menos conectadas com a sociedade, elas dispensam boa parte do tempo no chuveiro ou em água quente. Substituindo o calor físico pelo calor emocional. Foi mostrado assim que diminui significativamente os efeitos de estar sozinho. Banhos quentes também fazem libertar oxitocina, a hormona responsável por nos fazer sentir relaxados e de bem com os outros.

10. A água influencia a saúde do nosso coração

Beber água mantém o nosso coração de boa saúde? Estudos recentes mostraram que beber mais água reduz o risco de doenças coronárias no coração, e o risco aumenta drasticamente quando é-se ingerido “fluídos de alta energia” como refrigerantes, sumos industriais, e semelhantes.

 

 

 

10 formas de tornar a sua manhã mais estimulante

Muita gente tem dificuldade em acordar de manhã. Neste artigo falamos de várias formas de tornar a sua manhã mais estimulante, e naturalmente destacamos o famoso ditado português que não poderia estar menos errado: deitar cedo e cedo erguer dá saúde e faz crescer. Conheça as 10 formas de tornar a sua manhã melhor e mais estimulante:

Continuar a ler “10 formas de tornar a sua manhã mais estimulante”

Carnes vermelhas podem causar problemas nos rins

Um estudo mostra que as carnes vermelhas acrescem o risco de problemas nos rins mas existem outras fontes proteícas que são boas!

Segundo o Jornal Americano da Sociedade de Nefrologia foi examinada a relação entre a ingestão de várias fontes de proteínas e o processo funcional dos rins. A equipa liderada por Woon-Puay Koh analisou informação dos estudos sobre a saúde da população de Singapura, na China, incidindo em 63,257 adultos do mesmo local. Nesta população 97% dos indivíduos come porco, das que ingere carnes vermelhas . E depois restam as outras fontes de proteínas como peixe, carne de aves, legumes, lacticínios e soja.

Depois de aproximadamente 16 anos os investigadores chegaram à conclusão que a carne vermelha está fortemente associada com o aumento do risco de insuficiência renal. Pessoas que consomem grandes quantidades destas carnes têm um risco acrescido de 40% em desenvolver insuficiência renal em comparação às pessoas que consomem carnes vermelhas mas em quantidades menores.

Não foi encontrada nenhuma associação entre a insuficiência renal e a ingestão de peixe e ovos. O estudo realça que em relação a fontes de proteínas como soja e lacticínios aparentou uma relação protetiva em relação ao risco de insuficiência renal. Substituir uma dose de comida com carnes vermelhas com outra fonte de proteína pode reduzir o risco em 62%.